Arquivo de agosto, 2007

Teatro Mágico

Publicado: 30/08/2007 em Uncategorized
O Sgt. Pepper do espetáculo “Love”

“Vocês acordam e se beliscam por pensar que fizeram parte dos Beatles?”, pergunta Larry King a Paul e Ringo.
“Sim, a gente adora se beliscar”, responde um Paul moleque, cutucando o colega baterista.
A cena irreverente foi parte de um “Larry King Live” especial sobre um ano de “Love”, parceria entre a corporação Beatles –Paul, Ringo, Olivia Harrison e Yoko Ono– e o Cirque du Soleil. Quem acompanha esse blog há tanto tempo sabe que fui uma das que zombaram feio do projeto, e nunca voltei aqui pra me redimir, pelo menos em relação ao álbum, que ficou bem legal. Enfim, encontrei a oportunidade.

O programa, que contou com a presença dos quatro responsáveis por assinar a obra musical, foi exibido pela PlayTV (uma feliz surpresa na televisão brasileira, diga-se de passagem) na última segunda-feira.

Entre outros momentos memoráveis, teve Yoko Ono revelando o que a gente já suspeitava: ela torceu o nariz para o projeto, mas cedeu (ou foi cedida) e embolsou uma grana a mais pro legado de Lennon. Paul confessou que sim, ainda se belisca todas as manhãs, e Larry King teve a cara-de-pau de perguntar o que Olivia achava de “Something”, canção que não foi feita pra ela. “É uma bela música de amor”, respondeu contrariada.

O programa como um todo pareceu uma homenagem a George Harrison, idealizador de “Love” ao lado do criador do circo mágico, com canções de sua autoria ao fundo e Olivia sendo bombardeada pelo apresentador. E faz a gente pensar como, mesmo depois de tanto tempo, os Beatles ainda rendem fortunas e boas histórias.

Alguns trechos de espetáculo foram veiculados e, apesar de não ter paciência para apresentações circenses, pareceu um tanto fantástico. Tente imaginar um Octopus´s Garden, abra os olhos e veja um universo azul, brilhante e pulsante ao som da música. Ao longo de um ano de apresentação, o show deve ter feito muito cinquentão chorar na frente dos netos.

Anúncios

O paralelismo da realidade

Publicado: 29/08/2007 em Uncategorized

Ok, podem me bater. Se eu tivesse um avatar no Second Life, deixaria-o em praça pública pra levar porrada. Pedindo desculpas aos nossos leitores, Credencial Tosca volta timidamente ao normal.

Motivos legítimos afastaram a blogueira desse humilde espaço. São tantos projetos paralelos que eu nem sei mais qual é o principal. Mas deixo com vocês um dos mais importantes: a banda paulistana Milhouse, definida em algo como punk-nerd-brega-progressivo-samba-esquema-bagunça.

Com todo o charme que lhe cabe, a Milhouse toca no próximo dia 07 na gloriosa cidade de Penáááááápolis, ao lado da banda Contra o Método (depois, na verdade).

Mas chega de papo: tem texto nosso no site bacanudo do selo Engenho (http://www.engenho.art.br/). E já, já vai ter aqui também 🙂